Home Família Acolhedora
Consultora da Unicef ministra capacitação para servidores da PMV PDF Imprimir E-mail
Escrito por Cimara Ribeiro   

As ações de proteção social especial de média complexidade desenvolvidas pela Secretaria de Assistência Social (Semas) farão parte de uma capacitação para os técnicos da Semas. O encontro será realizado, nesta quinta (24) e sexta-feira (26), no auditório da Unidade de Saúde de Santa Luíza, das 8 às 18 horas. A capacitação será ministrada pela consultora da Unicef no Brasil, Claudia Cabral.

O evento contará ainda com representantes das entidades parceiras e órgãos que têm essas ações, como Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Concav) e o Conselho Tutelar. O objetivo é profundar o conhecimento teórico e prático das equipes e a articulação e integração dos trabalhos dos agentes sociais responsáveis pelo atendimento às famílias, crianças e adolescentes em Vitória.

A psicóloga e pedagoga Claudia Cabral conduzirá a capacitação. Ela é consultora da Unicef no Brasil e diretora executiva da ong Associação Brasileira Terra dos Homens (ABTH), do Rio de Janeiro, e estará em Vitória assessorando a estruturação dos projetos de proteção especial a serem implantados pela Prefeitura.

Acolhedora

Um desses projetos é o programa Família Acolhedora, que consiste no acolhimento temporário de crianças em situação de risco social, configurando uma proposta alternativa de ação.

Conforme o programa, a família acolhedora é aquela que receberá temporariamente meninos e meninas que, por razões diversas, como negligência, abandono ou violência física e/ou sexual, foram afastados da família de origem.

Essas crianças e adolescentes são retiradas por decisão judicial da família biológica e inseridos em famílias dispostas em recebê-las até que seja possível o retorno ou a adoção. A família que acolhe continua com sua vida cotidiana, mantém sua organização e espaço original a passa por uma capacitação antes de receber a criança. Para apoiar o processo, ela recebe acompanhamento psicossocial e uma ajuda finaceira. No país, o programa Família Acolhedora já funciona em cidades como São Bento do Sul (SC), Campinas e Santos (SP), Porto Alegre (RS) e Rio de Janeiro (RJ).

Em Vitória, o programa aguarda parecer final do Juizado da Infância e da Juventude do município. O projeto de lei já está pronto e brevemente deverá ser enviado à Câmara Municipal. A previsão é que o programa Família Acolhedora seja lançado no dia 10 de outubro.

Na visão da secretária de Assistência Social, Ana Maria Petronetto Serpa, a capacitação terá um papel muito importante entre os agentes de ações sociais, que terão a oportunidade de avaliar e debater sobre as ações de acolhimento à criança e ao adolescente e a institucionalização de meninos e meninas em situação de risco social. “São crianças que ficam anos e anos em abrigos à espera de uma definição, de uma adoção. O país tem avançado na implantação de programas de família acolhedora e Vitória deve fazer o seu”, diz.

Fonte: Prefeitura de Vitória= 23/08/2006